quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PALAVRAS NUAS

IMAGEM WEB

PALAVRAS nuas







O Tempo e O Vento ,


São Movimentos Dois


contínuo, contíguos ,


impérios de abrigos


dos perigos


não ambíguo ,


umbigo


das palavras


nuas


Escritas na lua


da Imaginação .

Por: Salete Cardozo Cochinsky , final do inverno de 2.010

10 comentários:

Luísa N. disse...

Salete, a sinceridade muitas vezes é nua e crua e as palavras nuas, incompreendidas que são, pairam no mundo da lua.
Beijos!

Daniele Barizon disse...

O tempo e o vento... ações, reações, intempéries da natureza/caráter nosso. Aos quais nos lançamos/somos lançados posto que, assim, vivemos.

Bjs!

Lau Milesi disse...

Oi Saly, o finalzinho de inverno te inspirou, hein amiga ? As palavras nuas são as que devemos receber com braços abertos para aquecê-las e,em seguida, seguirem à frente levando conforto, amor...
Vivo com a Lua na imaginação, Saly. E como... Gostei muito do seu jogo de palavras. Parabéns!!!
Um beijo

Ana Guimarães disse...

O tempo e o vento é o nome de uma famosa trilogia de um autor seu conterrâneo, Érico Veríssimo.
Já palavras nuas pra mim é uma metáfora quase impossível... palavras sempre estão vestidas de significados. Teria sido o vento do tempo que as despiu?
Beijo, amiga!

Stephanie disse...

Hello Salete Cardozo Cochinsky, that's why they always say Time flies. Indeed time pass without us knowing... not tangible :-D

Nice to know and have a great day!

Djabal disse...

"Às vezes tudo se ilumina de uma intensa irrealidade
E é como se agora este pobre, este único,
este efêmero instante do mundo
Estivesse pintado numa tela,
Sempre..."

Uma reflexão como essa, se torna poética quando ilumina algo. Ilumina a origem e o destino das palavras. Umbigo e Lua é uma associação extravagante e bela. Que ficou pintada para sempre.
Parabéns e beijos.

Tere Tavares disse...

Salete,
No jogo singular que ronda os teus significados há sempre possibilidades para além da imaginação. Adorei!
Beijos

Raquel disse...

Amiga, desculpe o sumiço!
Muito tempo sem aparecer, e que coisa passar por aqui, e ver, sentir vc inspirada pelo e tempo e pelo vento.
Espero que ventos bons soprem para nos aproximar e que isso não demore muito tempo :)

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Hola meninas e menino
Cada um tem seu tempo, às vezes ele o vento faz dar uma sensação de mudança no tempo. De certa forma sim, de outra, TAMBÉM!
Ana com a perspectiva de uma lua que mergulha no mar, que é uma ilusão, assim também iludimo-nos com relação a percepção das palavras.
De outra forma, às vesez há a necessidade de despi-las dos significados para poder ver deixar e sentir o ignificante.
De qualquer forma, essa foi escrita como uma catarse.
Beijos a todos e grata pela interação e pelos revestimentos que cada um fornece.

Beto Canales disse...

legal