domingo, 29 de julho de 2012

PLANETA SONHO: uma realidade





"Lágrimas salgadas lavam minha dor e temperam minha vida para que eu siga colhendo as belas cores da vida."
Salete  Cardozo Cochinsky

Aqui ninguém mais ficará depois do sol


No final será o que não sei mas será

Tudo demais, nem o bem, nem o mal , só o brilho calmo dessa luz



O planeta calma será Terra, o planeta sonho será Terra

E lá no fim daquele mar a minha estrela vai se apagar

Como brilhou, fogo solto no caos





Aqui também é bom lugar de se viver

Bom lugar será o que não sei mas será

Algo a fazer, bem melhor que a canção mais bonita que alguém lembrar



A harmonia será Terra, a dissonância será Terra

E lá no fim daquele azul os meus acordes vão terminar

Não haverá outro som pelo ar



O planeta sonho será Terra, a dissonância será bela

E lá no fim daquele mar a minha estrela vai se apagar

Como brilhou, fogo solto no caos

****************************************************************************

Homenagem póstuma a meus irmãos José Cardozo + Setembro de 2011 e João Cardozo + 10/07/12




12 comentários:

Ricardo e Regina Calmon disse...

Tristeza Tua,nossa é aussi,amada fraterna amiga!
Te abraçamos forte e forte!
Regina e Ricardo

Luísa N. disse...

Salete, amiga, há momentos que o silêncio fala mais alto. Compartilho sua dor com o silêncio de minh'alma!

PS.: Salete, seus poemas - e todos seus posts - são sempre excelentes. Às vezes queremos repassá-los mas não tem aqueles 'botõeszinhos' de compartilhamento no final de suas postagens. Fica aí a idéia... Beijos!

Tere Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tere Tavares disse...

A vida é feita de nuanças, muitas nuanças. Que possamos, enquanto malgas da cor, incorrer o tempo - saudade que não se apaga.

Beijo fraterno amiga.

Luna disse...

A vida na terra é uma passagem, fica a dor dos que partem, mas partindo continuam a sua caminhada de evolução da alma,são mais duas estrelas brilhando para iluminarem o teu caminho,
beijinhos ternos

Everson Russo disse...

Belíssima canção essa....beijos de bom dia pra ti amiga...

Ricardo e Regina Calmon disse...

Amalgamamos esse sentir tuo, nesse embalo sentido dolorido, amiga querida nossa!

bzuz fraterníssimos

RE E RI

Luna disse...

a terra já era um bom lugar para se viver, no futuro irá ser também
beijinhos

António disse...

A terra é um bom sitio para se viver, no entanto teimam em continuar a maltratá-la, um dia as consequências serão devastadoras.

E lá no fim daquele mar a minha estrela vai se apagar

Bjs!

O Profeta disse...

Tão triste nasceu hoje o Verão
Tão agreste sopra este colérico vento
Tão molhada está esta verde terra
Tão cinza está um coração em desalento

Mentem os que disserem que perdi a Lua
Os que profetizaram o meu futuro de luz
Mentem os que acharam que não me visto de sentimento
Os que acham que apenas a mentira seduz

Acolhi no olhar todas as coléricas vagas que alcancei
Abracei uma roseira e senti o golpe dos espinhos
Senti o aroma errante das hortênsias
Numa viagem por sete caminhos

Doce beijo

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o Blog !

Embora tenha visto rapidamente, gostei bastante e te convido para conhecer, seguir... meu espaço:

http://www.bolgdoano.blogspot.com.br/

Muito Obrigada, desde já !

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Só morre quem a nossa memória esquece.
Choro a tua dor...que é ainda um gesto de amor pelos que partem,
Mil beijos
Graça