domingo, 12 de dezembro de 2010

MOMENTO DELICADO

Queridos amigos, leitores e aqueles que me acompanham
Como vocês perceberam esse ano a vida me trouxe a realidade que provocam dores,
angústia, sofrimento. Ainda vivo um desses e escrevo para deixar esse registro e dizer porque não estou podendo ler e comentar. Mais ter essa disponibilidade e desejo do intercâmbio.
Enfim, a vida é assim. Nesse momento, meu marido passa por uma situação delicada, (já há dois meses), hospitalizado com grave problema cardíaco.

Desejo que todos estejam bem e espero em breve poder estar mais tempo com vocês.



Vida é movimentação,

Vai de um casulo, a um avião,

é borboleta em ordem em seu ciclo

rompendo as barreiras do sentir e pensar.



Horas de dores, horrores e agonias,

constatam-se os fatos, algo em sinergia,

em seu simultâneo, sem alegoria,

sinais, e alertas servem como guia.





Nossas experiências apontam para fatos,

dos quais, impotentes, resta nos a espera,

quanto vai além da simples quimera,

os medos imperam, natural de nossa natureza.



Beijos a todos



12 de dezembro de 2010



Salete Cardozo Cochinsky





12 comentários:

AC disse...

Espero, sinceramente, que o seu marido recupere e que possa, dentro em breve, voltar ao nosso convívio.

Beijo :)

Daniele Barizon disse...

Salete, querida

Com tristeza recebo essa notícia que explica sua ausência. Mas tenho certeza que Deus, com quem sempre podemos contar, reserva um desfecho feliz para sua família nesse episódio. Desejo a vcs um total restabelecimento, e que vc tenha o conforto dos seus nesse momento delicado. Os amigos estarão sempre aqui e rezam por vcs!

Bjs de melhoras!

Tere Tavares disse...

Querida Salete,
Desejo melhoras ao seu esposo. Tenho certeza que o conforto necessário será provido sempre pela esperança, pelo fortalecimento dos laços, tão necessários no juntar de forças e eflúvios de bem-aventuranças.
Um beijo

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Momentos desses de vez em quando saiem-nos ao caminho...Mas não desistas porque a esperança e a fé tambem estão ao nosso lado.
Tudo irá correr bem e, em breve, ele estará recuperado!
Muita confiança, irei rezando por ele ao Pai que tudo pode!
Beijo amigo
Graça

Djabal disse...

Deixo meus votos de um ótimo restabelecimento. Que ele ressurja. Como se fosse a manhã de uma noite ruim, mal dormida.
E que o medo seja a alavanca para levá-la adiante, não de deixá-la atônita e sem ação.
Fique bem, nós seus leitores, aguardaremos com o sucesso no peito e harmonia para oferecer.
Beijos.

Lau Milesi disse...

Saly querida, falei com você e não vim aqui. Espero que tudo continue bem e logo, logo, seu marido possa estar de volta ao convívio da família. Todos nós temos esses períodos conturbados. Continuo rezando para que Santa Rita de Cássia proteja a todos vocês.

Um beijo

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Olá amigos
Grata, pelo apoio. Agora já tudo já está ficando mais ameno. Nem tanta preocupação, menos correrria. Mais serenidade.
Vocês fazem parte da minha vida e são especialmente amigos e queridos.
Beijos e tudo de bem e bom a todos.

Raquel disse...

Saletita,

Espero que 2011 traga força e luz para sua caminhada.

Sinta-se abraçada fortemente e cheia de vários beijinhos

Quel

João Esteves disse...

Agrego aqui minha solidariedade, Salete. Estou nessa torcida por melhores momentos.

Folhetim Cultural disse...

Olá feliz 2011!
Quero hoje que você possa ver o trabalho feito no Folhetim Cultural que é o blog pelo qual sou responsável este abaixo é o endereço:
informativofolhetimcultural.blogspot.com
hoje sábado 1º dia do ano, voltamos com as publicações.
Ás 9 horas da manhã minha coluna poética
Às 13 horas O Poeta entrevista quadro de entrevista
e ás 17 horas Chá das 5 onde um poeta colaborador escreve uma coluna poética. Ao longo da semana atualizações são feitas com noticiário cultural, espero que possa contar com seu apoio nessa empreitada e que possa opinar sobre o nosso trabalho agradeço a atenção lhe desejo um ano super!

Magno Oliveira
Folhetim Cultural

Kimbanda disse...

Olá Salete.
Li com emoção este belo poema que diz do estado de espera, das dores sentidas pela impotência que causa não termos grande intervenção perante os factos, mas pensamento positivo é sempre uma grande ajuda. Concentrar-mo-nos naquilo que nos mantém alerta e prontos a agir no que nos for possível.
Votos sinceros de rápidas melhoras para seu marido e que este ano de 2011 vos traga gratas surpresas.

Beijo e kandandos meus.

Daniele Barizon disse...

Salete, querida,

Torço para que tudo esteja melhor!! Mande notícias!!

Bjs!!