domingo, 25 de abril de 2010

APENAS POESIA?



Essa poesia foi escrita logo em seguida que comecei a escrever no formato POESIA. Aconteceu como uma singela, sintética  resposta as minhas interrogações sobre o que é, o que se quer, o que se faz com e de uma poesia.


Poesia sem tema.
Poesia sem lema.´
Será?
A palavra é escrita ou dita,
para quem quiser pegar.
Se usá-la ao bel prazer,
fará bem de qualquer jeito,
pois idéias, pensamentos
produzem os movimentos
necessários para viver.


O poeta enquanto lavra
a poesia que o buscava,
deixa cair as palavras,
deixa marcas e sementes,
que podem solenemente
dar vida à outras poesias.



Poesia não se conclui,
se acaso ela polui
jogue fora da lembrança,
mas mantenha a coragem
de saber que uma homenagem
foi escrita sem saber.

Repost
Porto Alegre - outono de 2010

29 comentários:

Lau Milesi disse...

Fazer poesia, na minha opinião,é extravasar sentidos e ao mesmo tempo ter a capacidade de escolher as palavras exatas para expressar esses sentidos. E você sabe fazer tudo isso. Adorei a sua poesia, amiga querida.

Um beijo

Melhoras para o seu irmão e força pra você e sua família.

###a.l.#### disse...

Poesia e Evolução Humana
Ensaio sobre a importância da poesia para a humanidade
Autor: Orácio Felipe
Descrição :
Qual a contribuição da Poesia para a evolução da humanidade? Numa rápida abordagem conversamos com os leitores sobre o significado e importância da poesia para "derreter" as algemas que muitas vezes nos aprisionam. A poesia é também uma manifestação simbólica, que revela o universo do autor mas também influi no universo do leitor, proporcionando uma expansão da consciência. Em muitos casos leva até a revolução. Listando algumas poesias e músicas evidenciamos momentos onde a evolução cultural beirou a revolução e libertou. Quiçá pudéssemos alimentar nossos educandos com boa literatura desde tenra idade.

www.clubedosautores.com.br

Nato disse...

ah gostei muiito daqui!!!
gostei da poesia!!1
a te segui
se der passa la


CAOS MUNDIAL - CLICA AQUI , SEGUE E COMENTA??

Tere Tavares disse...

Poesia é arte e pensamento e pode ser tudo isso sendo sentimento e sentido - pois que reveste de as sublimes manifestações humanas. Parabéns Salete. Beijos

Nato disse...

vlw pela visita
volte sempre..

ah ja comentei a respeito desse post!!

CAOS MUNDIAL - CLICA AQUI

Nato disse...

Ola , vim aqui só pra lhe informar que acabei de criar o primeiro selo do Caos-Mundial então escolhi os 10 melhores blogs que eu julgo serem merecedores de tal no meio de 121 e o seu foi um dos escolhidos, se vc quiser é claro pode passar la e pegar

CAOS MUNDIAL

A.S. disse...

Salete,

Gostei muito do teu poema! Adorei o jogo subtil das palavras.


Beijos
AL

Djabal disse...

Uso algumas palavras emprestadas:
"No quintal a gente gosta de brincar com palavras mais do que de bicicleta.
Principalmente porque ninguém possuía bicicleta,
A gente brincava de palavras descomparadas. Tipo assim:
O céu tem três letras
O sol tem três letras
O inseto é maior.
O que parecia um despropósito
Para nós não era despropósito.
..."

Assim, uma coisa leva a outra e a poesia nunca termina.
É mesmo assim, brincalhona, saborosa, amável ao ler e ao se guardar, mesmo que não se conclua, ela não amua, deixa o espírito alerta, vibrante e contente. Meus parabéns, poetisa.
Beijos.

UIFPW08 disse...

Linda..

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Linda esta poesia onde brincas com as palavras, as utilizas como sementes que produzirão um dia os seus frutos...Tens razão a Poesia nunca está concluída... Poder-se-á acrescentar sempre mais palavras, sonhos,sentimentos e vida!
Gostei imenso do teu Poema!
Beijocas
Graça

Ramosforest.Environment disse...

Salete,
Como diz Barthes, A escrita é a prova da necessidade de comunicação do poeta. A escrita é a ciência das fruições da linguagem.
Abraços
Luiz Ramos

luís filipe pereira disse...

E conseguiu de facto um elogio, de belo efeito,à criação poética.

grato pela partilha,

luís filipe pereira

Zilda Santiago disse...

Um belo poetar!!!!!!!!!!!!!Parabéns.Bj no coração.

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Obrigada pela colaboração aos leitores e seus comentários.
"Nada existe ou tem função no mundo sem que não que provomova pensamentos, o imaginário e suas consequências."

Salete

Raquel disse...

Amiga,

Sinto muito pelo seu irmão, e desejo muita força, união, sabedoria e luz para a família viver da melhor maneira tudo isso e seu irmão poder se recuperar o mais breve possível.

Muita vontade de te conhecer pessoalmente e te dar aquele abraço, mas agora já moro no Brasil e quem sabe um dia isso ainda nao acontece.

Enquanto isso, sinta, mesmo que virtualmente todo carinho e admiraçao que tenho por vc, através de um abraço bem forte e besitossss

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A uma amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Doce beijo

Ricardo Calmon disse...

Amadérrima Salete Amiga:

Ontem um ano se fez,da passagem do GO,entre caras e buecas,sôdades tengo de personas como usted,que emana poesia,textos lindos e em paz consigo e o mundo ,vives!

um bzu del el fuefo

sempre uma resposta!

Viva La Vida

Luísa N. disse...

Salete, achei lindo "A palavra é escrita ou dita, para quem quiser pegar". Sim, são sementes deixadas na terra e tembém se espalhando através do vento. Se a terra é fértil, as sementes germinam... E o vento? Leva-as a lugares distantes!
Uma ótima semana!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Saletamiga

Caro Amigo

Conheci-te através do Ricardão, p Calmon. Vim ao teu blogue e gostei. Convido-te, por isso, a visitar a Minha Travessa e seres seguidora dela, o que desde já te agradeço.

Eu sou mais prosa, tenho ganho a minha vida com as letras, como poderás ver ls minhs csbsna. E adoro fazêlo, tão orrectamemte quanto me seja possível. Aqui vim enontrar gente que sabe escrever e que escreve aquilo do que sabe. Gosto, gosto, gosto
Voltarei quando tivrr trmpo e possibilidsdes. fica pometido!

Desculpa a chatice que te possa causar este ‘tuga desavergonhado e escrevinhador. Também ando pelo Facebook, o que quer dizer que estou aposentado, mas vivo. E tão bem disposto quanto seja possível…

Qjs = queijinhos = beijinhos

Abs

Graça Pereira disse...

Passei para te deixar um beijo e desejar uma boa semana.
Graça

antes blog do que nunca! disse...

As primeiras poesias que escrevemos...têm sempre um significado muito especial. As palavras nunca se concluem a si mesmas...as poesias idem. As palavras têm uma estrada aberta à sua frente.

1 Bj*
Luísa

Zilda Santiago disse...

Passando para agradecer sua visita e seu comentário.Grande beijo no coração e volte sempre..........

Zilda Santiago disse...

Olá!!!!Precisa publicar mais!!!Bjsssssssssssssssssss

Maria Ribeiro disse...

SALETE: por que parou?
Fico à espera que me fale ,quando voltar, em pleno!
BEIJO DE
LUSIBERO

Maria Ribeiro disse...

SALETE: por que parou?
Fico à espera que me fale ,quando voltar, em pleno!
BEIJO DE
LUSIBERO

Rosemari disse...

querida Salete

Seu poema me faz lembrar uma mão semeando palavras que se transformam em versos e formam um lindo jardim repleto de poemas !!
Gostei muito!!

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Amigos,
Obrigada pela presença de vocês. Essa presença com palavras é seiva, adubo e terra fértil para semear.
Beijos

Valdecy Alves disse...

Parabéns pela sua poesia carregada de lirismo e de tempero reflexivo. Somos gotas do oceano da humanidade que nos dá o mesmo sabor do todo.

UIFPW08 disse...

O desejo de falar, de sonhar sempre encontrar a harmonia de um sol quente que nos abraça a cada momento de nossas vidas transformar as palavras em música, poesia nossa.
Un beijo

Morris