domingo, 30 de setembro de 2012

ANTES DO AMANHÃ

                                                       Imagem uol:Vapores



Renovamo-nos ao realizar,
emergindo de qualquer lugar
que mesmo não sendo nomeado,
está no cósmo e nos faz vibrar!

Antes que o setembro sucamba
ao outubro, mais um mês,
somamos o tempo
e abstraimos de nosso estar,
as luzes que centilam
para nos chamar.

Vida vivida a cada dia,
ao longo dos tempos
que os ventos movimentam
para nos alertar,
que a vida exige o reiventar.

Salete Cardozo Cochinsky - 30 de setembro de 2012 - Escrito in-loco

5 comentários:

Luna disse...

e como e bom sentir esse leve marulhar da vida que nos embala
beijinhos

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

É tão gostoso ver o tempo através do seu poetar, nos embala e nos envolve num viver delicioso sem tempo no tempo, adorei...beijinhos no coração sem espera de tempo e que tudo se realize no tempo do seu tempo e no tempo de Deus.

Guma Kimbanda disse...

Não é fácil sair da inércia quando ela se faz inclina reivindicando direitos dúbios. E é de dentro de nós que a voz clama, e se junta a quem acompanhamos e nos acompanha, que surgem hinos fortalecendo a ideia que desperdiçar o tempo e na sombra não nos deixar-mos iluminar por estrelas que nos podem tirar da escuridão. É deixar de ouvir e ver o rio fazendo seu percurso, sabendo que ele vai cumprindo seu caminho e não resta nada mais que cumprir com o nosso deixando marcas e legado, pois é essa a nossa obrigação e única forma de realização.
Há que recriar, reinventar, sinal que o que se carregou até aqui, tem frutos para dar, mais e melhor se tiver-mos aprendido alguma coisa no traquejo que dá o experimentar.

Ricardo e Regina Calmon disse...

ESTAMOS COM MARIA TEREZA, EM GRAU E INTENSIDADE,O QUE SOPRAS E EXALAS,NÃO SÓ SENTIDO INTENSO TEM,MAS NOS TOCA E ADULA.
BZUZ NUESTROS NO CORAÇÃO.

VIVA LA VIE

António disse...

Outubro chegou, trouxe com ele o outono, com seu tempo instável, chuva, neve, vento, mesmo assim com uma beleza imensa.

Bjs52